Blog

Animais domésticos: saiba como leva-los para viajar de avião.

Por: Extraviou | Data: 20 de dezembro de 2018

Os animais domésticos são os nossos companheiros para a vida toda. Eles estão sempre estão sempre ao nosso lado, em todos os momentos.

Atualmente, muitas pessoas querem fazer suas viagens com os seus animais domésticos.

Portanto, nas viagens, nada mais natural do que fazer de tudo para manter o nosso amigo ao nosso lado. Então, vamos ver como levar os animais domésticos em uma viagem de avião.

Garantindo o bem-estar do bichinho:

Viajar com o animalzinho não é uma tarefa tão simples. Por outro lado, com um pouco de preparação e respeitando as regras das companhias aéreas, é possível que o seu animal de estimação viaje com você.

Portanto, o primeiro cuidado na viagem é, evidentemente, com o próprio animal. Voar é sempre um estresse, tanto para cães como para gatos, por isso, as melhores viagens são as mais curtas, sempre que possível.

O estresse é fator de risco de saúde, especialmente para os gatos, por isso, é preciso fazer com que a viagem seja a mais tranquila possível.

Atendendo às exigências das companhias aéreas:

 

O cuidado com o pet irá continuar por toda a viagem, mas é preciso seguir muito bem as especificações que as companhias aéreas têm sobre o manuseio dos animais. Portanto, antes de comprar as passagens, verifique quais são essas exigências.

Por exemplo, existe um peso máximo para o animal voar na cabine, e também costuma haver um prazo para fazer a reserva, que pode variar de 2 horas antes do voo, até 48 horas.

Certas companhias, inclusive, impedem que o animal voe no compartimento de carga. Portanto, de acordo com o peso do animal, você pode ter suas opções mais limitadas. Portanto, pesquise com antecedência junto as companhias aéreas as regras e procedimentos necessários para que não fique para a última hora.

Além disso, um documento necessário é a carteira de vacinação do animal, especialmente em relação à antirrábica. Se a sua aplicação não puder ser comprovada, é preciso reaplicá-la.

Outra preocupação importante é com a caixa de transporte. As companhias também possuem especificações em relação ao tamanho das caixas.

Porém, é preciso escolher um modelo que irá ser adequado ao seu bichinho. Ele irá se movimentar lá dentro e precisa de espaço para ficar confortável por toda a duração do voo.

Para tornar o processo ainda mais positivo, adapte o animal a caixa de transporte desde bem cedo. Dê petiscos, para que ele sempre fique “feliz” dentro da caixa.

Por fim, além do atestado de vacinação, as companhias aéreas também exigem um atestado de saúde para viagens aéreas. Este deve ser pedido o mais próximo possível da viagem, visto que cada companhia tem a sua data limite.

Preparando o animal para o voo:

Com os documentos preparados e a caixa selecionada, é hora de preparar o seu animal para o voo. Neste momento, você precisa fazer o máximo possível para que a experiência seja confortável e positiva.

Incentive os animais a comer, porém, faça refeições bem leves, até duas horas antes do voo. Em casos de cães e gatos, tente “cansá-los” antes do voo, seja através de um passeio mais longo ou com bastante brincadeira. Deixe sempre com ele algum brinquedo e um pedaço de roupa, algo que tenha o cheiro de seus donos. Isso irá contribuir muito para deixá-lo mais tranquilo.

Viajar com os animais domésticos não é mais tão difícil quanto antigamente, pelo contrário. As companhias aéreas perceberam esse desejo dos passageiros e oferecem as soluções. É preciso apenas tomar certos cuidados, e agora, você já os conhece.

Importante verificar também, nos casos de viagens internacionais, as regras estabelecidas para entrada de animais ao país de destino.

Abaixo, segue link das companhias aéreas Gol, Azul, Avianca e Latam com as informações sobre como viajar com os seus animaizinhos no avião:

Por fim, a ANAC dispõe sobre os cuidados que os passageiros devem ter para viajar com o seu animal de estimação, pois deve ser considerado o tipo de contratação, bem como os procedimentos estabelecidos pelas companhias aéreas para despacho.

Todas as regras e informações devem ser passadas pelas empresas aéreas, através de e-mail ou contato telefônico.

Além disso, é importante averiguar junto as companhias, se o transporte do seu animalzinho, foi autorizado a ser feito no interior da aeronave ou no porão, o que pode variar conforme o porte ou a raça do animal. Ainda, para ter acesso ao terminal do aeroporto, o animal deverá usar focinheira.

É necessário também, verificar se há alguma exigência de outros órgãos para o transporte de animais domésticos, pois estas variam de acordo com o tipo de viagem (voo doméstico ou internacional.)

Assim, caso você enfrente qualquer problema, lembre-se de entrar em contato conosco e continue lendo mais dicas para viajar com segurança e tranquilidade

Pesquisar
Posts mais populares