Blog

Cão guia: regras importantes para viajar de avião.

Por: Extraviou | Data: 31 de janeiro de 2019

Cada vez mais, as companhias aéreas têm se mostrado melhor capacitadas para atender o público portador de necessidades especiais, como os deficientes visuais. E isso inclui o cão-guia, animal treinado para auxiliar e guiar estas pessoas.

Mas, quais as condições necessárias para poder viajar com o seu companheirinho? Existe algum tipo de restrição ou exigência a se cumprir? As informações presentes neste artigo ajudarão a esclarecer suas principais dúvidas sobre o assunto. Confira!

Para viajar com o cão-guia, é preciso notificar a companhia aérea.

Ainda que a assistência ao passageiro portador de necessidades especiais tenha se tornado mais prática nos últimos anos, é importante ressaltar que é necessário notificar a companhia aérea sobre a viagem com o cão-guia, com antecedência.

O prazo para avisar, varia de uma companhia para outra. Algumas se exige que a notificação ocorra entre 48 e 72 horas antes do voo. Já outras permitem que o aviso ocorra no ato da compra da passagem.

Assim, o ideal é que o passageiro informe a companhia aérea que vai viajar com o seu cão guia, no momento da compra da passagem aérea, evitando assim qualquer tipo de aborrecimento.

Como é feito o transporte dentro do avião?

O cãozinho viaja junto do seu dono, que recebe um assento preferencial – o animal deve ficar sentado ou deitado aos pés do passageiro. Além de avisar a empresa aérea com antecedência, é fundamental que o animal esteja portando um distintivo em sua coleira que indique que se trata de um cão-guia.

O embarque do cão-guia é inteiramente gratuito. Contudo, assim como qualquer outro animal de estimação, é preciso que o dono apresente a sua documentação.

Além disso, vale informar que cães com idade inferior a três meses não podem voar.

Ao solicitar o transporte para seu cão-guia, o passageiro deve apresentar à companhia, no momento do check-in, a seguinte documentação:

– Comprovante de vacinação antirrábica, devidamente assinada pelo veterinário. O cão deve ter recebido a vacina com mais de um mês de antecedência da viagem, porém, a menos de 12 meses.

– Certificado de Saúde, enviado pelo veterinário. O certificado possui validade de dez dias, a partir da data em que foi emitido.

– Certificado Zoossanitário Internacional, exclusivo para voos internacionais. A emissão é realizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Dessa maneira, ao planejar um voo com seu cão-guia, atente-se às regras e a certos cuidados.

Embora não seja necessariamente uma regra, a companhia aérea pode solicitar que o cão-guia faça uso de focinheira. O uso pode ser exigido durante todo o voo ou apenas durante as conexões. Isso irá depender da empresa. Para evitar imprevistos e complicações, é interessante ter em sua bagagem de mão uma focinheira.

Entretanto, importante esclarecer, que quando se trata de uma viagem internacional que está partindo do Brasil, o uso da focinheira é proibida.

Dicas importantes antes de viajar.

 

Além das questões tratadas ao longo deste artigo, listamos três cuidados importantes os quais os donos de cães-guia devem se atentar, para evitar transtornos ao animal durante o voo:

1- Não alimentar o animal 12 horas antes do voo. Do contrário, ele poderá sofrer enjoos;

2- Não dar água ao cão em um período de quatro horas antes do embarque;

3- Não sedar o animal antes da partida. Isso poderá prejudicar o cão-guia a se adaptar ao novo ambiente, comprometendo também a sua temperatura corporal.

 

Fique sempre atento quanto as exigências da companhia aérea que você vai viajar. Veja através dos links abaixo as recomendações das companhias para que você possa viajar tranquilamente com o seu cão guia.

AZUL

LATAM

GOL

Estas são as principais informações que você precisava saber para poder viajar tranquilamente com seu cão-guia. Ficou com alguma dúvida? Então preencha o nosso formulário de contato e relate seu problema. Nós teremos o maior prazer em solucioná-lo. Se preferir, mande-nos um e-mail ou ligue para nós.