Blog

Bagagem de mão x bagagem despachada: tire suas dúvidas.

Por: Extraviou | Data: 22 de janeiro de 2019

Esteja você fazendo sua primeira ou vigésima viagem aérea, é natural que tenha dúvidas em relação à bagagem de mão e a que vai ser despachada. Tal incerteza é comum, visto que de tempos em tempos as regras são alteradas.

Pensando nisso, preparamos este artigo, onde selecionamos as principais informações, solucionando as dúvidas mais frequentes dos passageiros aéreos. Acompanhe!

Qual a diferença entre bagagem de mão e bagagem despachada?

As malas despachadas são aquelas bagagens maiores, e por isso, viajam no bagageiro da aeronave.

O passageiro as entrega no momento do check-in de embarque. Durante este procedimento, ele recebe um comprovante, utilizado para checagem ou em casos de extravio. Lembre-se de guardar esse comprovante, pois em casos de extravio ele será essencial. O acesso às malas só é permitido após a chegada ao destino. Para pegá-las, o passageiro deve se encaminhar à esteira.

Ao pegar sua bagagem, é importante conferir seus dados na etiqueta, pois existe a possibilidade de haver malas iguais. Para evitar qualquer troca, é recomendado o uso de adesivos ou outro acessório que ajude na distinção e identificação da mala.

Já a bagagem de mão é aquela que o passageiro carrega consigo, no compartimento acima de sua poltrona ou sob ela.

Todo passageiro tem direito de carregar uma bagagem de mão, que pode ser uma mochila, bolsa ou mala. Nela, são permitidos itens pessoais e de valor, tais como dinheiro, documentos, chaves, medicamentos e aparelhos eletrônicos (celulares, câmeras fotográficas, laptop, entre outros).

Estes pertences devem sempre viajar na bagagem de mão, e nunca nas bagagens despachadas, uma vez que elas podem ser extraviadas.

Afinal, o que é permitido levar na bagagem de mão?

 

Vale destacar que a bagagem de mão é classificada como não registrada, o que significa que a sua responsabilidade é inteiramente do passageiro.

Para muitos, fazer as malas é uma tarefa cansativa e um tanto quanto complicada. A seguir, confira o que pode ser levado na bagagem de mão:

– Documentos de identificação e dinheiro;

– Chaves;

– Aparelhos eletrônicos;

– Livros e qualquer outro material para leitura;

– Agasalhos, manta ou cobertor;

– Medicamentos;

– Bengala, muletas ou outro aparelho que ajude na locomoção do passageiro;

– Carrinho dobrável ou bebê conforto;

– Guarda-chuva não pontiagudo.

Também é possível levar bebidas alcoólicas na bagagem de mão. Cada passageiro pode levar até 5 litros no total, sendo que cada garrafa não pode ter mais de um litro.  O teor alcoólico da bebida não pode ultrapassar 70% por volume. É necessário ainda que a bebida contenha o lacre do fornecedor conservado.

O produto líquido é um item que deixa muita gente na dúvida. Aqui as regras diferem para voos nacionais e internacionais. Se o voo for nacional é permitido carrega-los livremente. Dessa forma, você pode levar seu frasco de shampoo, condicionador e afins.

Contudo em voos internacionais, só é possível levar produtos líquidos em embalagens individuais de até 100 ml, respeitando o limite total de um litro por passageiro. Essa regra não se aplica para líquidos comprados no free shop, sendo importante manter a embalagem do produto e guardar a nota fiscal da compra.

O que não pode ser levado na bagagem de mão?

Fique atento para não colocar os seguintes objetos na mala que você não pretende despachar:

– objetos pontiagudos ou cortantes, tais como facas, tesoura, canivetes e lâmina de barbear;

– agulhas e seringas;

– arma de fogo;

Tamanho e peso da bagagem de mão.

De acordo com as novas regras da Anac, a companhia aérea não pode cobrar um valor adicional quando a bagagem de mão não ultrapassar 10 quilos. (http://www.anac.gov.br/assuntos/passageiros/bagagens).

Recomendamos que os passageiros pesem sua bagagem antes de ir para o aeroporto e verifiquem se o peso está dentro do limite permitido.

Com relação às dimensões da bagagem, cada companhia aérea tem as suas. Portanto, confira às regras no site das principais companhias brasileiras:

AZULLATAM, GOL e AVIANCA.

Você tem outras dúvidas relacionadas à bagagem em voos? Então preencha o nosso formulário de contato relatando seu problema, que nós teremos prazer em solucioná-lo. Se preferir, entre em contato conosco através de nosso e-mail ou telefone.

Bagagem despachada: conheça as regras implantadas com a Resolução 400 de 2016 da ANAC.

 

Após a edição da Resolução 400 de 2016 da Anac , as empresas aéreas podem realizar a cobrança daquele passageiro que precisa despachar a bagagem. Pela nova regra esse serviço fica a critério da empresa, que pode oferecer sem custo ou mediante o pagamento de uma taxa.

O limite do peso e o valor cobrado, tanto em voos nacionais quanto em internacionais varia de acordo com a empresa aérea. Cada companhia pode estabelecer suas regras. Portando, não deixe de ler com atenção os termos da passagem antes de efetuar a compra.

O que é permitido e proibido na mala que será despachada?

Ferramentas pontiagudas, jogo de ferramentas, cosméticos, produtos de higiene pessoal e alicates são permitidos.

Assim como determinados alimentos são proibidos na bagagem de mão, o mesmo vale para a mala que será despachada. Outros itens que não podem ser levados são extintores, botijões de gás butano ou propano, fogos de artifício e lanternas a gás.

Bagagens frágeis ou grandes, como instrumentos musicais e equipamentos esportivos (bicicletas e pranchas de surf), por exemplo, devem ser notificadas à companhia com antecedência, realizando também o pagamento da tarifa adicional – bagagem especial.

Este artigo te ajudou? Compartilhe!

Pesquisar
Posts mais populares